Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2013

Ler por prazer?

Imagem
Gosto de ler o que me inquieta, não o que me conforta. Às vezes, endossamos a ideia de que lemos por prazer. Mas o que é o prazer? 
Fumar, por exemplo. Até hoje não entendo como as pessoas sentem prazer nesse vício, e olha que já fui fumante na minha adolescência e há pouco tentei ser um cachimbeiro. Há, porém, quem sente prazer sim, e não é porque não sinto que outras não irão sentir. 
Nessa lógica, ou falta de, podemos achar agradável o não agradável, prazeroso o não prazeroso, confortável o não confortável. Ora (direis), és um masoquista. Pode ser. Não no aspecto físico, mas sim no psicológico. Historinhas certinhas, que dizem o que queremos ouvir, escrevem o que queremos ler ou nos satisfaz, não é boa literatura, ou ao menos o que considero como literatura adulta, ou, melhor ainda, Literatura com L maiúsculo. Quando criança, sim, pode-se buscar uma escrita que conquiste o pequeno leitor. Adulto, porém, a literatura deve desagradá-lo. 
Ora (direis), mas gosto de ler para me distra…

O Traçando Livros de hoje é sobre as crônicas de Cláudia Laitano

Imagem

Sobre o lugar para escrever

Imagem
Ao som da Suíte para violoncelo de Bach, por Yo Yo Ma, nessa fria noite de sábado, inicio mais um projeto literário. Será que sai o romanção que há tempos almejo? Veremos.

Pitacos sobre o ensino (I)

Mesmo por trás das questões do Enem há o conteúdo. Não se faz todas as relações entre os textos sem o conteúdo. Abrir mão do conteúdo é o que o governo quer para que haja mais aprovação e, consequentemente, as estatísticas melhorem. Quando saí da universidade, eu também era contra os "famigerados" conteúdos. Fizeram-me engolir isso. Na prática, vi que não funciona trabalhar sem eles. Pelo menos com o tipo de aluno que temos que, em sua maioria (com raríssimas exceções), não sabe aproveitar a liberdade de construir ele próprio o conhecimento.

Fim do projeto "Eles"

Projeto "Eles" está suspenso. http://robertmarston.blogspot.com.br/

É a roda

Imagem

"Os óculos de Paula" na biblioteca da Unisc

Imagem
Meu romance inédito, Os óculos de Paula, sobre o qual já falei aqui, pode ser lido pelos leitores da biblioteca da Universidade de Santa Cruz do Sul - Unisc, na versão em conjunto com as notas sobre o processo de criação. Ambos formam minha dissertação de mestrado, defendida no final de fevereiro. Quem acompanhou a defesa ficou curioso pela história, principalmente devido aos comentários da banca.

História universal do achismo, no Traçando livros de hoje

Imagem
 http://www.gaz.com.br/gazetadosul/noticia/405372-historia_universal_do_achismo/edicao:2013-05-08.html

Manuscrito encontrado em um bar no centro da cidade, escrito em folhas de caderno escolar e em caixa alta. Não encontramos seu autor. Presumimos que seja um professor de Filosofia, que bebia as angústias de uma profissão não valorizada ou simplesmente refletia sobre os seres humanos que frequentavam o mesmo estabelecimento. Também pode ser de um professor de Literatura e aspirante a escritor, igualmente se sentindo um fracassado e que devora (traça?) todos os livros que julga necessários para analisar uma obra de ficção. Mesmo sem autorização, publicamos estes seus aforismos, esperando que ele apareça para assumir a autoria. Estamos tentando verificar também em quais pensadores ele se inspirou para (re)criar as frases. Cartas (com selo e tudo) para a redação. “O achismo é imortal e indissolúvel.” “O achismo é o princípio de tudo.” “Quem acha é, quem não acha não é.” “Ninguém acha duas ve…

"Arranhões e outras feridas" na rede de leitores Skoob

Imagem
Uma leitora criou a página, pois não participo dessa rede social. Mas quem acessa, pode comentar, avaliar, etc.
http://www.skoob.com.br/livro/319140-arranhoes-e-outras-feridas