Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2015

Um contista das estrelas

Era um livro fininho, escondido entre outros mais grossos da biblioteca da escola em que cursava a sétima série. Mas como sou um assumido rato de biblioteca (ou uma traça, como preferirem), nada me escapa. Gostei do título, “O inventor de estrelas”. Não conhecia o autor, João Batista Melo. Foi amor à primeira folheada. O “livrinho” me conquistou com aquelas histórias incríveis, fantasiosas, algumas beirando a ficção científica, como o conto-título. Não dava para não se impressionar com a história de moradores de uma cidade que vão aos poucos se transformando em estátuas ou a dos meninos que se empoleiram sobre todo um ônibus em movimento deixando apenas um espaço no vidro diante do motorista. Um conto melhor do que o outro.Retirei mais algumas vezes o livro da biblioteca antes de me formar no ensino médio (antigo 2° grau). Fiquei anos afastado daquela obra que me marcou profundamente como futuro contista, juntamente com outro livro editado pela mesma editora, com uma capa semelhante: …

Que educação é essa?

Em artigo publicado recentemente num jornal da capital gaúcha, uma professora afirma que o papel da educação é libertar o aluno das garras do neoliberalismo. Devido a esse tipo de pensamento, o ensino do nosso país chega a níveis baixos de qualidade em qualquer avaliação realizada, tanto em âmbito nacional quanto internacional. Estamos mais preocupados em formar cidadãos críticos e comprometidos politicamente do que transmitir-lhes os conhecimentos construídos ao longo dos séculos pela humanidade para que consigam, assim, pensar por si próprios. A escola, todo mundo repete, precisa mudar. Quem apregoa esse mantra acredita piamente que ela não mudou nos últimos trinta anos. Entretanto, as transformações no ensino ocorridas no Brasil pós-ditadura são notórias e se intensificaram a partir das Leis de Diretrizes e Bases dos anos 90. Em conta-gotas, fomos deixando de lado o chamado “ensino tradicional” para assimilar o pensamento de dezenas de teóricos do século XX, boa parte deles da prim…

Traçando livros de hoje sugere a leitura de Burgess e Micheliny Verunschk

Minha coluna no jornal Gazeta do Sul de hoje, em clima de férias, retoma duas resenhas já publicadas aqui no blog.



Meu texto "Terroristas das timelines" no jornal Gazeta do Sul de hoje

Ian McEwan na minha coluna Traçando Livros de hoje

Uma das leituras para o resto do verão

Fui buscar nos Correios, não entregaram em casa de tão pesado.

Prepare-se: previsões de 2015