Por um momento, sexta-feira, me senti como se não fosse um brasileiro, pois a mídia dizia que o Brasil inteiro ia parar para ver a novela. Não parei. Mas acho interessante esse valor que o brasileiro dá para a ficcão. Pena que esse interesse não é também pela literatura.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Eu te amo" ou sinal do Diabo?

Sobre “Amortalha”, de Matheus Arcaro