Caim e Abel eram gêmeos?

Gravura de Gustave Doré


Escrevi que Caim e Abel são gêmeos na resenha publicada ontem sobre o romance de Joca Reiners Terron. Acontece que a relação que o escritor fez na página 156 me levou a isso.

"O fato é que, quando olhei para vocês, percebi que nas lendas mitológicas que tratam de irmãos gêmeos acontece de um deles sempre morrer. E eu não posso perder nenhum de vocês, não posso. Eu pensei então em arranjar uma forma de distrair a Morte, de fazer com que ela esqueça pra sempre os seus deveres profissionais. E assim, dessa forma, que ela não leve nenhum de vocês de mim, agora que estão chegando à idade fatal de Castor e Pólux, à idade de Caim e Abel, à idade de Rômulo e Remo."

No entanto, a Bíblia não diz que eram gêmeos:

"Gênesis 4:1 - E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu, e teve a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um varão. 2 - E teve mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra."

A citação não menciona quanto tempo depois nasceu Abel, logo, como todo o mito, podemos fazer várias interpretações.

Se alguém tiver uma outra fonte e quiser compartilhar, fico grato.

Comentários

Djalmir disse…
Não tinha pensado nisso ainda, não conhecia os detalhes dos gêmeos. É interessante.
Cassionei Petry disse…
Achei interessante essa ligação na medida em que é mais uma prova de mitos de culturas diferentes que são semelhantes.
Helvecio.p disse…
Por acaso, procurando uma nova ilustração para a minha postagem sobre Caim, deparei com o seu blog e post. Aparentemente temos opiniões diferentes sobre aparentemente certas coisas incluída aí a fé. Como sou artista e professor de Artes e assuntos afins, convido-o a visitar alguns de meus blogs:

http://mensagemdopregador.blogspot.com/2010/12/porque-deus-nao-permitiu-morte-de-caim.html

e

também:

http://artecompontovoc.blogspot.com/

Sobre Caim e Abel serem gẽmeos, mais forte que o texto econômico das Escrituras ( que dão margem a isso ) a competição entre eles e a memória histórica em muitas civilizações, imputando errôneamente, é verdade,um perfil mal e outro bom aos pares de filhos masculinos.

Um abraço.

Mensagens populares deste blogue

No Traçando Livros de hoje, Milan Kundera e A arte do romance

Uma resenha que não aconteceu