Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

"Uma ponte sobre o abismo", minha crônica na Gazeta do Sul de hoje

  Uma ponte sobre o abismo   O que o filósofo alemão Friedrich Nietzsche tem a ver com um grupo de freestyle dos anos 80 (gênero musical que influenciou o funk carioca) liderado por um cara com cabelo cortado no estilo “mullet”? A relação começa com o nome da banda, “Will to Power” (vontade de poder, em inglês, um conceito nietzschiano), mas não para por aí. A filosofia influenciou muito o rock (ver Rush, Engenheiros do Hawaii e Iron Maiden, por exemplo). Mas num estilo de música feito mais para dançar, pode parecer inusitado. Ou alguém para para refletir sobre a vida enquanto se diverte numa pista de dança? Confesso que já tive esses momentos reflexivos quando frequentava boates na minha adolescência, mas era na hora das “lentas”. Tímido que era, tinha medo de “levar um carão” das gurias, então me escorava nas caixas de som e devaneava, me perguntando, por exemplo, por que não estava em casa dormindo. Minha vontade de poder era nenhuma. Na música pop, inclusive na dance music, s

Mensagens mais recentes

Sonhos mesquinhos ou mundo mesquinho?

Uma estreia promissora

Podemos desejar um Feliz Ano Novo?

Minhas duas últimas colunas do ano no Digestivo Cultural e no Crônicas Cariocas

Ubik e as falsas percepções da realidade

Um escritor esquecido

Jogando com Cortázar

Uso óculos (ou Vou ali assinar uma pacto com o Capiroto e já volto)

Não, não é bem uma resenha