Avançar para o conteúdo principal

Mais uma resenha sobre meu livro

Texto escrito pelo Dilso Santos na sua coluna sobre literatura no Jornal Arauto, da cidade de Vera Cruz.


Comentários

Adorei. Mas o mérito é do autor e desses arranhões que ficam inquietando o leitor. Feridas que não cicatrizam, só aumentam. Quem gosta de obras que continuam e nos trazem um pouco de inquietude, leiam "Arranhões e outras feridas"; aos que preferem passar o tempo, matar o tempo com coisas que só dizem o que se quer ouvir, leiam autoajuda mesmo. Prefiro a primeira opção, tanto que recomendo. Se não leram ainda, vamos lá, a boa literatura espera por você.

Mensagens populares deste blogue

Uma resenha que não aconteceu

Terminei a leitura de Os invernos da ilha, de Rodrigo Duarte Garcia (Record, 462 páginas), já pensando em escrever uma resenha crítica, apontando alguns pontos positivos e outros negativos do romance. Antes de pôr a mão na massa, porém, entrei nas redes sociais e fiquei sabendo que a coluna do Raphael Montes, em O Globo, apontava a obra do Rodrigo como popular, para se divertir, e então desanimei.
Acontece que há um equívoco tremendo por parte de alguns autores e leitores de literatura de entretenimento quando afirmam que literatura policial, de mistério ou de aventura (em que se encaixaria Os invernos da ilha) são desprezados pela crítica. Este é o tom do texto de Raphael Montes. Ele e tantos outros se equivocam ao dizer que Rubem Fonseca, escritor já canonizado e que é objeto de estudos até em livros didáticos, não tem o reconhecimento que merece porque é taxado por fazer literatura menor. Ledo engano ou uma tentativa forçada de se colocar como vítima.
Ora, a “crítica” (coloco entre …

"Cacos e outros pedaços" no Caderno de Sábado do Correio do Povo

O lançamento do meu livro na semana passada teve divulgação no Caderno de Sábado do jornal Correio do Povo, de Porto Alegre.