Palavras despedaçadas (III)



Cada vez que escrevo, perco pedaços de mim. Quando leio, os recomponho. As partes, porém, nunca serão iguais.

Comentários