Falou e disse...


Ainda que se aproxime o momento da morte, não me assusta morrer e ir ao inferno, ou (o que seria muito pior) ir à versão popularizada do céu. Espero que a morte seja um nada, e por me tirar todo tipo de medo da morte estou agradecido ao ateísmo.

Issac Asimov

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Eu te amo" ou sinal do Diabo?

Sobre “Amortalha”, de Matheus Arcaro