Falou e disse...


Ainda que se aproxime o momento da morte, não me assusta morrer e ir ao inferno, ou (o que seria muito pior) ir à versão popularizada do céu. Espero que a morte seja um nada, e por me tirar todo tipo de medo da morte estou agradecido ao ateísmo.

Issac Asimov

Comentários

Mensagens populares deste blogue

No Traçando Livros de hoje, Milan Kundera e A arte do romance

Uma resenha que não aconteceu