Frase minha no jornal Clarín da Argentina

Respondi à enquete no perfil do twitter da Revista Ñ, caderno de cultura do jornal argentino, sobre o poeta Juan Gelman, que morreu há duas semanas.

Comentários