Filosofices em uma manhã fria

M.C. Escher, Main with cuboid

Sempre que se discute a existência de D-us, surge o falso argumento de que sem "E"le a vida não teria sentido. Digo sempre: o sentido da vida é ela não ter sentido. Não sei se tem um autor, mas me "adonei" dessa frase.
É só pensar no nosso dia a dia. Quantas coisas projetamos e que não dão certo? A vida nos prega peças, mas ela por si só já vale. Numa espécie de Aposta de Pascal ateia, penso que não podemos perder tempo da nossa vida pensando em uma outra "vida". Não deveríamos ver nela um sentido (ser superior), mas vários sentidos (família, amor, artes e tantos outros). A vida é muito melhor do que o "além da vida".
Desculpem o papo meio "auto-ajuda". É que estou feliz pra ca... com os novos rumos que estão surgindo na minha vida.
***
Vi há pouco no Bom dia, Brasil a história de duas pessoas que estão há quase 40 anos morando na UTI de um hospital devido à paralisia infantil. Ambos se formaram no ensino médio e depois se tornaram artistas. Dois exemplos de superação. No entanto, ambos afirmaram que "graças a D-us" estão conseguindo alcançar seus objetivos e planos de vida. Não se perguntaram por que esse mesmo D-us os deixou nessa situação?

Comentários

Mirella disse…
Isso aí, psor. Toda arte é inútil, como dizia Oscar Wilde, mas uma inutilidade deleitosa! Inútil e essencial ao mesmo tempo. Que mágico!
rayssa gon disse…
a vida não tem sentido mas nada impede de vc mesmo dar um sentido pra sua vida. é isso. :D
Cassionei Petry disse…
Mirella, concordo.
Rayssa, justamente, somos nós que damos sentido a essa vida sem sentido. Obrigado pelos comentários.

Mensagens populares deste blogue

"Eu te amo" ou sinal do Diabo?

Sobre “Amortalha”, de Matheus Arcaro