O que faz as pessoas seguirem uma religião?

(Trecho do romance que estou escrevendo. Dois personagens são ateus, sendo que um deles escreve um blog e debate em redes sociais na internet sobre ateísmo. O texto é a fala desse personagem em um debate na universidade em que estuda.)

O que faz as pessoas seguirem uma religião? Já pararam para pensar sobre isso? Qual é o ponto de partida? Elas nascem com isso?

A resposta mais frequente é: “porque minha família segue essa religião”. O que nos provoca outra pergunta: “e por que sua família segue essa religião?

Para provocar ainda mais, proponho um exercício de imaginação. Se você tivesse nascido em outro país, com uma cultura diferente e cuja religião predominante é diferente? Será que seguiria a mesma crença? E se nascesse no seio de uma família que não acreditasse em um deus, você acreditaria nele?

Quando a pessoa fica acuada com essas questões, ela prefere responder que “tem um lado espiritual independente de qualquer religião”, expressão que se popularizou nos sites de relacionamento da internet. Então esse lado espiritual surgiu do nada? Lógico que não. Nasceu de um processo de questionamento. É um passo para a descrença, talvez, não fosse a necessidade pessoal de crer ou a pressão da sociedade para crer.

Não estou com isso querendo destruir nenhuma crença, mas mostrar que ela é um atributo pessoal do ser humano e não deve ser imposto a outros. Querer impor sua “verdade” é desrespeitar o seu semelhante e o respeito é uma dos fatores da ética que devem ser mantidos para o convívio na sociedade.

Comentários

Mirella disse…
Seria esse um desabafo? Parte dele?
Muito pertinentes essas colocações, caro colega professor. Acredito que a crença em um deus é parte da natureza humana e tem a ver com a ideia (falsa!) de que somos especiais e de que tem "alguém lá em cima", cuidando de nós. Pura ilusão! Não temos nada de especial. No contexto do Universo em que vivemos, se uma marquise desabar em cima de minha cabeça e eu morrer, ou se uma borboleta for comida por um passarinho, tais eventos terão o mesmíssimo grau de importância, ou seja, nenhum!
Já está mais do que na hora de as pessoas se darem conta do quanto têm sido enganadas, desde sempre. Buscar a verdade nada tem a ver com buscar a deus. Deus é só mais um amigo invisível, só que desta vez para os adultos.
Cassionei Petry disse…
Obrigado pelo comentário, Evandro.
Gelso Job disse…
A propósito Cassionei. Sugestão para confecção de camiseta com um banner muito bacana com a temática do ateísmo:
http://miltonribeiro.opsblog.org/2011/05/09/alguns-negam-que-haja-perseguicao-aos-ateus-porem/
Cassionei Petry disse…
Só que a frase é um pouco ofensiva.

Mensagens populares deste blogue

No Traçando Livros de hoje, Milan Kundera e A arte do romance

Uma resenha que não aconteceu