A primeira orelha a gente nunca esquece

Escrevi a orelha do segundo livro do poeta Sander Félix Morais, livro editado pela Pragmatha, de Porto Alegre



Comentários

Mensagens populares deste blogue

No Traçando Livros de hoje, Milan Kundera e A arte do romance

Uma resenha que não aconteceu