Witch Hunt - Rush

Composição: Geddy Lee / Neil Peart / Alex Lifeson

The night is black
Without a moon
The air is thick and still
The vigilantes gather on
The lonely torch lit hill

Features distorted in the flickering light
The faces are twisted and grotesque
Silent and stern in the sweltering night
The mob moves like demons possessed
Quiet in conscience, calm in their right
Confident their ways are best

The righteous rise
With burning eyes
Of hatred and ill-will
Madmen fed on fear and lies
To beat and burn and kill

They say there are strangers who threaten us
In our immigrants and infidels
They say there is strangeness too dangerous
In our theaters and bookstore shelves
That those who know what's best for us
Must rise and save us from ourselves

Quick to judge
Quick to anger
Slow to understand
Ignorance and prejudice
And fear walk hand in hand...

Caça às Bruxas

A noite está negra
Sem lua
O ar está pesado e parado
Os vigilantes se juntam
Na solitária colina iluminada por tochas

Feições deturpadas na luz trêmula,
Os rostos estão distorcidos e grotescos
Silenciosos e firmes na sufocante noite
A multidão se move
Como demônios possuídos
Quietos na consciência calmos em seu direito
Confiantes que seu caminho é o melhor

O justo se ergue
Com olhos em chamas
De ódio e malevolência

Homens loucos alimentados
Por medo e mentiras
Para bater e queimar e matar

Eles dizem que há estranhos
Que nos ameaçam
Em nossos imigrantes e infiéis
Eles dizem que há estranheza,
Muito perigosa
Em nossos teatros e nas prateleiras de livrarias
Que aqueles que sabem
O que é melhor para nós
Devem erguer-se
E salvar-nos de nós mesmos

Rápido para julgar
Rápido para odiar
Lento para compreender

Ignorância e preconceito
E medo
Andam de mãos dadas...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Eu te amo" ou sinal do Diabo?

Sobre “Amortalha”, de Matheus Arcaro