Mesa improvisada para escrever


Enquanto não consigo ainda instalar minha biblioteca na nova casa, vou improvisando, entre e a cozinha e a sala, meu local de trabalho. Reparem que tenho a companhia de Roberto Bolaño, Paul Auster e Raimundo Carrero, além do inseparável café e do caderno de anotações. Quanto ao título do romance, não me importo de divulgá-lo de antemão, até porque já está público no meu currículo Lattes. No mais, ler, ler, ler e escrever, escrever e escrever, além de mais trabalho pela frente: as aulas que reiniciam, o concurso do magistério e um estágio docente na universidade. Não tenho o que reclamar, a não ser pelo maldito livro de contos, que parece que não vai sair da gaveta tão cedo.

Comentários

Tom disse…
BOOOOOOOOOOA, psor!
Sempre quis ler Os segredos da Ficção de Raimundo, mas ainda não tive a oportunidade... Quais são os livros que estás lendo de Auster e Bolaño?

;D
Cassionei Petry disse…
Se tu clicares na imagem ela vai ser ampliada, dá pra visulizar os nomes: do Bolaño, "Entre peréntesis", e do Auster, "Da mão para a boca: crônica de um fracasso inicial".

Mensagens populares deste blogue

No Traçando Livros de hoje, Milan Kundera e A arte do romance

Uma resenha que não aconteceu