Relendo "Complexo de Portnoy", do Philip Roth

"Numa excursão do nosso grupo familiar, certa vez descarocei uma maçã, para espanto meu (e com auxílio da minha obsessão) verifiquei com o que ela se parecia, e corri para o mato para cair em cima do orifício da fruta (...)." Relendo "Complexo de Portnoy", do Philip Roth,um dos romances mais engraçados do escritor.

Comentários