18 anos sem Bukowski

Vale tomar umas cervejas hoje em homenagem ao velho Bukowski. Umas não, várias! Como um dos temas que estudo é o suícidio, este poema cabe bem no blog:

Comentários

Fiquei sabendo aqui pelo seu blog. Chegou a me acertar uma tristeza meio estúpida, sem porquê -- ora, morreu já faz 18 anos.

Bukowski foi um dos que me iniciaram nos livros, e tinha um amor pela escrita que mexe comigo até hoje.

Obrigado por me lembrar.
Índia disse…
Conheci o velho Buk por meio de um amigo e desde então me tornei fã. Só conhecendo a obra, inebriada de experiência pessoais e tendo sensibilidade o suficiente, percebe-se que o alemão é um cara sensível, conhecedor dos pormenores da vida de fato. Um brinde!
Índia disse…
Era, pois Buk agora mora no céu. Haha Com certeza ele não curtiria o céu, se de existisse.

Mensagens populares deste blogue

No Traçando Livros de hoje, Milan Kundera e A arte do romance

Uma resenha que não aconteceu