Registrando sincronicidades

Lendo Hellblazer e escutando o disco do grupo de rap Faces do Subúrbio. Leio a expressão "pé na tábua" em uma das histórias de John Contantine e, simultaneamente, ouço a mesma expressão em uma das músicas do grupo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Eu te amo" ou sinal do Diabo?

Sobre “Amortalha”, de Matheus Arcaro