“Você deve escrever todo dia de sua vida… Você deve ficar à espreita em bibliotecas e escalar prateleiras como se fossem escadas, para cheirar os livros como se fossem perfumes, usá-los como se fossem chapéus em sua cabeça maluca… Tomara que você possa sentir esse amor todo santo dia pelos próximos 20 mil dias. E, com esse amor, refazer um mundo.” – Ray Bradbury

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Eu te amo" ou sinal do Diabo?

Sobre “Amortalha”, de Matheus Arcaro